A importância do Cálcio no Organismo

A importância do Cálcio no Organismo em Oct 18, 2017

O cálcio é o mineral mais abundante no corpo humano. Mais de 99% do cálcio do corpo é encontrado nos ossos e dentes, que consiste principalmente em cristais de hidroxiapatita (cerca de 40% de cálcio e 60% de fósforo). O restante é encontrado no sangue, fluidos corporais, músculos e outros tecidos onde desempenha um papel na contração e dilatação dos vasos sanguíneos, contração muscular, transmissão nervosa e secreção glandular.

O cálcio é provavelmente mais reconhecido por seu papel importante na manutenção da saúde óssea. O esqueleto não só fornece suporte estrutural para músculos, protege órgãos vitais e serve como um local de armazenamento de cálcio.livres e degeneração macular. Tem ação antioxidante que protege as células contra os radicais livres. Seu consumo deve estar associado a uma dieta equilibrada e hábitos de vida saudáveis.

O cálcio é um importante elemento estrutural nos ossos e dentes. O componente mineral do osso consiste em cerca de 40% de cálcio e 60% de fósforo. O osso é um tecido dinâmico que é constantemente remodelado ao longo da vida. O processo envolve reabsorção (ossos velhos é removido) e formação (novo osso é formado).

As células ósseas chamadas osteoclastos começam o processo de remodelação por dissolução ou reabsorção do osso. As células formadoras de osso, denominadas osteoblastos, sintetizam novo osso para substituir o osso que foi reabsorvido. Durante o crescimento normal, a formação óssea excede a reabsorção óssea. A osteoporose pode resultar quando a reabsorção óssea excede a formação. A osteoporose é uma doença debilitante que afeta mais de 25 milhões de americanos, dos quais 80% são mulheres. Mas afeta homens também , porque os hábitos hoje em dia são muito parecidos de homens e mulheres.

O cálcio desempenha um papel na mediação da constrição e relaxamento dos vasos sanguíneos, transmissão de impulsos nervosos, contração muscular e secreção de hormônios, como a insulina. As células excitáveis, como o músculo esquelético e as células nervosas, contêm canais de cálcio dependentes da voltagem nas membranas celulares que permitem mudanças rápidas nas concentrações de cálcio.

Por exemplo, quando uma fibra muscular recebe um impulso nervoso que o estimula a se contrair, os canais de cálcio na membrana celular abrem para permitir que alguns íons de cálcio dentro da célula muscular. Estes íons de cálcio ligam-se a proteínas ativadoras dentro da célula que libertam uma inundação de íons de cálcio das vesículas de armazenamento dentro da célula. A ligação do cálcio à proteína, troponina-c, inicia uma série de passos que levam à contração muscular. A ligação do cálcio à proteína, a calmodulina, ativas enzimas que destroem o glicogênio muscular para fornecer energia para a contração muscular.

O cálcio é necessário para estabilizar ou permitir a atividade ótima de um número de proteínas e enzimas. A ligação d​cálcio é necessária para a ativação dos sete factores de coagulação “dependentes de vitamina K” na cascata de coagulação. O termo “cascata de coagulação” refere-se a uma série de eventos, cada um dependente do outro que interrompe o sangramento através da formação de coágulos (ver Vitamina K).

Alimentos com fonte de cálcio

O cálcio é encontrado em uma variedade de alimentos, em particular, os produtos lácteos contêm cálcio rico. O seguinte é uma lista das fontes naturais do alimento com cálcio:

Castanha-do-pará
Leite
Queijo
Caviar
Kelp
Pudim
Salmão enlatado
Sardinhas enlatadas
Nabos Verdes e Iogurte

Note que nem todas as fontes de cálcio são iguais. O cálcio pode ser mal absorvido de alimentos ricos em ácido oxálico, como espinafre, batata-doce, feijão ou ruibarbo e ácido fítico, como pães ázimos, nozes, feijão-cru, grãos e isolados de soja.

Por isso a maneira segura de manter os níveis de cálcio e vitamina D ainda nos dias atuais onde a dieta é irregular e impensada é através de suplementos alimentares padronizados que oferecem as doses equilibradas e corretas para que o corpo realize corretamente a reconstrução do tecido ósseo a cada 12 meses teremos um conjunto novo em nosso corpo mas depende da qualidade dos insumos disponibilizados para uma ótima reconstrução óssea.

Bibliografia

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos. Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos. Formulário Terapêutico Nacional 2010: Rename 2010. 2a. edição. Brasília: Ministério da Saúde, 2010. Disponível em: http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/FTN_2010.pdf. Acesso em: 03.05.2012

 

 

 

 

Categorias

Alimentos (2)